Nanotecnologia e Concreto Celular! Térmico, Acústico, Ecológico.

GFRC – Concreto Reforçado com Fibra de Vidro

Quando alguém diz fibra de vidro, pensamos em isolamento ou barcos ou Corvettes, mas talvez devêssemos pensar em concreto. Tecnicamente, a fibra de vidro é simplesmente filamentos de vidro muito finos. O material usado para fazer barcos ou outros produtos, embora chamado de fibra de vidro, é realmente a fibra de vidro reforçada em uma matriz de polímero. Se, em vez do polímero, usarmos cimento Portland e areia, o material resultante é concreto reforçado com fibra de vidro – GFRC ou às vezes GRC (os britânicos chamam isso de GRC).

Os concretos reforçados com fibra de vidro possuem uma vasta aplicação na Indústria da pré-fabricados em concreto e na Construção Civil. Podem assim ser utilizados em Painéis de fachada, Canais, Reservatórios, Pavimentos Industriais, Boias Marítimas, Blocos, Cabines Telefônicas, Módulos para Postos de Transformação, Barreiras Acústicas, Chapas Onduladas para coberturas, Grelhas decorativas, Aduelas para Túneis, etc..

O problema com o uso de fibras de vidro como reforço para o concreto é que o vidro se quebra em um ambiente alcalino – e não há quase nada mais alcalino do que concreto. Você pode ter ouvido falar de concreto sendo danificado por reatividade de sílica alcalina (ASR) quando há sílica reativa no agregado. O vidro é principalmente sílica. O GFRC original na década de 1940 rapidamente perdeu força quando o vidro foi destruído pelo ambiente alcalino. Na década de 1970, as fibras de vidro resistentes a álcalis (AR) foram aperfeiçoadas pela Owens-Corning e pela Nippon Electric Glass (NEG), levando a um rápido aumento nas aplicações.

O GFRC tem sido usado nos últimos 30 anos para produzir muitos produtos de concreto, especialmente painéis finos de revestimento arquitetônico, mas também para concreto ornamental, como cúpulas, estátuas, vasos e fontes. Recentemente, os artesãos de concreto decorativos descobriram os benefícios do GFRC para painéis decorativos (como as bordas da lareira), bancadas de concreto e trabalho de rocha artificial.

Concreto Reforçado com Fibra de Vidro ou Glass Fiber Reiforced Concrete, GRC, é um material compósito constituído por uma mistura de cimento hidráulico e areia fina reforçada com fibras de vidro, aditivos e adições especiais.

Uma das aplicações menos conhecidas deste produto, mas muito interessante para a Construção, é a sua utilização como forma perdida para concreto armado, pois este tipo de compósito é muito mais eficaz do que o concreto corrente, no que diz respeito à resistência à Carbonatação e à penetração dos Cloretos.

TIPOS DE PAINÉIS PARA FACHADA:

  • PAINÉIS COM VIGAS DE RIGIDEZ – Este tipo de painel é constituído por uma película de GRC, com cerca de 12mm de espessura, e vigas de rigidez na sua face posterior. As vigas podem ser formadas por membranas simples ou por poliestireno expandido rodeado por GRC.
     
  • PAINÉIS COM SUPORTE METÁLICO (Stud Frame) – Este tipo de painel é constituído por uma película de GRC, com cerca de 12mm de espessura, que é fixa a uma moldura metálica através de âncoras em forma de L.
     
  • PAINÉIS SANDUÍCHE – Este tipo de painel é constituído por duas películas de GRC, projetadas em redor de um núcleo de poliestireno ou material semelhante. A espessura do conjunto varia em função das solicitações a que o painel venha a ser submetido.

Fixações dos painéis de fachada

A concepção das fixações à estrutura resistente deve ter em atenção as constantes variações de dimensão que serão encontradas ao longo de toda a vida útil do GRC.

Acabamentos para painéis de fachada

Pode-se utilizar os mesmos acabamentos usados em painéis de concreto armado, ou seja, praticamente tudo aquilo que o projetista idealizar.