OEM • Produtos & Fórmulas

Aditivos, Tintas, Adesivos, Saneantes, Agro, Ind & Com, Hosp & Res

ECOPORE o seu OEM perfeito para Desenvolvimento e Produção !

A ECOPORE disponibiliza um processo de Desenvolvimento e Fabricação Integrado que permite fornecer aos clientes Produtos e Formulações exclusivas em regime de OEM/ODM, variando de componentes individuais à produção sob sua própria marca e serviços completos de desenvolvimento de produtos em diversos nichos de mercado.


A ECOPORE como “fornecedor de soluções” é o seu parceiro ideal no desenvolvimento e produção OEM, porque…

… A ECOPORE é uma pequena empresa privada de porte médio – e, portanto, extremamente rápida e flexível.

… A ECOPORE conhece tudo sobre o ciclo completo dos produtos oferecidos, os requisitos da cadeia de valor agregado e os mercados nacional e internacional, porque, paralelamente aos negócios de OEM aqui apresentados, a ECOPORE pesquisa, desenvolve, produz e distribui com sucesso suas próprias linhas de produtos.

Como em todas as nossas parcerias OEM, um alto grau de satisfação de ambos os lados é o parâmetro para todas as nossas atividades comerciais.

OEM (pronunciado como letras separadas) significa “Original Equipment Manufacturer”, ou seja, “Fabricante de Equipamento Original”, basicamente significando que uma empresa fabrica produtos que podem ser comercializados com o nome de outra empresa. Se um fornecedor está dizendo que oferece “Serviços OEM”, isso significa basicamente que eles produzem produtos que podem ser colocados no mercado com a marca de outra empresa.

Os OEMs geralmente são fabricantes que revendem o produto de outra empresa com seu próprio nome e marca.

Produtos Disponíveis em Regime OEM

Adesivos:
  1. Adesivos à Base de Água (waterborne) para Azulejos, Carpet, Madeira, Parquet e Pvc
  2. Adesivos à base de Amido e Dextrina para Papéis e Derivados, Papel de Parede, etc.
  3. Adesivos e Selantes Cimentícios para Azulejo, Cerâmica, Granito e Mármore
  4. Adesivos de Poliuretano Bi-Componente (A + B) – Isento de Solvente
  5. Adesivos de Poliuretano Tri-Componente (A + B + C) – Isento de Solvente
  6. Adesivo Epóxy Bi-Componente (A + B) Transparente – Isento de Solventes para MADEIRA, METAL, PEDRA e VIDRO
  7. Argamassa Adesiva para Concreto Celular
  8. Argamassa Adesiva Cimentícia para Batentes

O agronegócio abrange três setores da economia, sendo que o primário é envolvido por meio da produção rural, o secundário pelas agroindústrias e indústrias de insumos agrícolas, e o terciário pelo transporte e comercialização dos bens agropecuários.

Correção do Solo:
  1. Acidificante de Solo – redutor de PH
  2. Corretor Salino para Agricultura – Líquido
  3. Desinfetante do Solo – Fluído
Correção de Solo Orgânico:
  1. Condicionador de Solo Organomineral base Leonardita
Fertilizantes:
  1. Fertilizantes de Boro – Líquido
  2. Fertilizantes de Cálcio – Líquido
  3. Fertilizantes de Cobre – Líquido / Pó
  4. Fertilizantes de Ferro – Líquido / Pó
  5. Fertilizantes de Fósforo – Foliar / Gotejamento
  6. Fertilizantes de Manganês – Líquido / Pó
  7. Fertilizantes de Manganês e Boro – Líquido / Sólido
  8. Fertilizantes de Nitrogênio – Foliar / Gotejamento
  9. Fertilizantes de Potássio – Foliar / Gotejamento
  10. Fertilizantes de Zinco – Líquido / Pó
  11. Fertilizantes de Zinco e Boro – Líquido / Sólido
  12. Fertilizantes de Zinco, Boro e Cobre – Líquido / Sólido
  13. Fertilizantes de Zinco, Boro e Ferro – Líquido / Sólido
  14. Fertilizantes NP – Líquido / Foliar / Gotejamento
  15. Fertilizantes NK – Líquido / Foliar / Gotejamento
  16. Fertilizantes NPK – Foliar / Gotejamento / Líquido / Sólido
Fertilizantes Especiais & Orgânicos:
  1. Esterco Orgânico de Estrume de Frango – Líquido
  2. Esterco Organomineral de Estrume de Frango – Líquido / Sólido
  3. Fertilizante Organomineral Especial para Acentuar a Coloração e Adocicar o Sabor
  4. Fertilizantes em Pó de Algas Marinhas
  5. Fertilizantes para o Crescimento de Raízes – em Pó / Líquido
  6. Vermicomposto Orgânico (húmus de minhoca) – Líquido / em Pó
Fungicidas:
  1. Pó Molhável de Oxicloreto de Cobre
  2. Suspensão Concentrada de Oxicloreto de Cobre
  3. Suspensão Concentrada de Hidróxido de Cobre
  4. Suspensão Concentrada de Sulfato de Cobre Penta-hidratado
Fungicidas Orgânicos:
  1. Agente Líquido para Controle Orgânico de Tripes (Frankliniella occidentalis)
  2. Mistura Especial para Controle Orgânico de Nemátodos – Líquido
  3. Mistura Orgânica Especial para Controle de Murcha de Fusarium
  4. Mistura Orgânica Antifúngica para Controle de Oídio (Sphaerotheca fuliginea)
  5. Solução base Óleo para combate à Cigarrinha
Inseticidas:

Produtos Complementares:
  1. Limpador Ácido das Linhas de Irrigação por Gotejamento
Adesivos e Argamassas Colantes:
  1. Adesivo para Azulejo e Cerâmica – Branco / Cinza
  2. Adesivo para Mármore e Granito – Flexível / Pega Rápida / Branco / Cinza
  3. Pasta Adesiva para Azulejo – Betuminosa / Silicone / Betume + Silicone
Aditivos para Concreto e Argamassa:
  1. Aditivo Acelerador de Pega para Concreto e Argamassa
  2. Aditivo Acelerador de Pega para Concreto e Argamassa – Sem Cloreto
  3. Aditivo Anticongelante para Concreto
  4. Aditivo Impermeabilizante para Argamassa Cimentícia
  5. Aditivo Incorporador de Ar para Concreto e Argamassa
  6. Aditivo Plastificante (Fluidificante) para Concreto – Líquido / Pó
  7. Aditivo Retardante de Pega para Concreto
Argamassas:
  1. Argamassa Cimentícia para Reparo Espesso – Fibras / Pega Rápida / Polimérica / Branca / Cinza
  2. Argamassa de Rejunte (Enchimento de Juntas) base Cimentícia – Pega Normal e Rápida / Branca / Cinza / Colorida
  3. Argamassa para Injeção – Flexível / Hidrofóbica / Polimérica
Concreto Celular & Concreto Leve:
  1. Aditivo Espumante para Concreto Celular [ LÍQUIDO / GEL / PASTA / EM PÓ ]
  2. Aditivo ANTI-CRACK para Concreto Celular / Concreto Leve
  3. Composição de Solução para Produção de Concreto Celular
  4. Composição de Argamassa Base para Produção de Concreto Celular
Impermeabilização:
  1. Emulsão Betuminosa Mono-componente para Membrana Impermeabilizante
  2. Membrana Impermeabilizante Acrílica / Acrílica & Látex – Transparente / UV Resistente / Anticongelante
  3. Membrana Impermeabilizante Cimentícia Bi-Componente – Branca / Cinza
  4. Membrana Impermeabilizante Betuminosa Bi-Componente
  5. Membrana Impermeabilizante Bi-Componente de Cimento & Latex – Branca / Cinza
  6. Membrana Impermeabilizante Flexível de PU Bi-Componente (A + B) – Sem Solvente
  7. Primer Impermeabilizante Betuminoso Monocomponente
  8. Primer Impermeabilizante base Betume + Borracha Monocomponente
  9. Verniz Impermeabilizante Betuminoso Monocomponente
Isolamento Térmico:
  1. Argamassa de Reboco Isolante Térmica – Flexível / Hidrofóbica / Branca / Cinza
  2. Argamassa / Revestimento Isolante Térmico para Lajes (Forro e Piso) – Flexível / à Prova d’Água
Produtos Especiais:
  1. Emulsão Desmoldante para Formas de Concreto
  2. Fluído Desmoldante para Formas de Concreto
  3. Mistura para Piso /Contrapiso Autonivelante – Hidrofóbico / Branco / Cinza
  4. Pasta Cimentícia para Correção e Reparação – Flexível / Hidrofóbica / Branca / Preta
  5. Tamponante de Água (WaterPlug) Cimentícia de Pega Rápida – Hidráulica / Polimérica
  6. Primer para Concreto à base de Emulsão Acrílica

Produtos constituídos por substâncias naturais ou sintéticas, utilizados externamente em diversas partes do corpo humano, como pele, sistema capilar, unhas, lábios, órgãos genitais externos, dentes e membranas mucosas da boca. Tais produtos têm por objetivo limpar, perfumar, alterar a aparência, corrigir odores corporais e proteger as partes citadas. Enquadram-se nesse perfil, não só os cosméticos propriamente ditos, como também produtos de higiene pessoal e perfumes.

… :

 

Acabamento:
  1. Massa Acrílica para Parede Externa
  2. Massa Acrílica para Parede Interna
Diluentes / Thinners:
  1. Thinner para Tinta Acrílica
  2. Thinner para Tinta Esmalte de Fogão
  3. Thinner para Pintura e Verniz base Celulose
  4. Thinner Sintético
Piso Auto-Nivelante:
  1. Revestimento Epóxy Autonivelante para Pisos, Bi-Componente (A + B), Sem Solvente
  2. Revestimento Epóxy Autonivelante para Pisos, Resistente à Riscos, Bi-Componente (A + B), Sem Solvente
  3. Revestimento Epóxy Autonivelante para Pisos, Retardante de Chamas, Bi-Componente (A + B), Sem Solvente
Primers:
  1. Primer Epóxy Bi-Componente (A + B), Sem Solvente
  2. Primer para Parede Externa
  3. Primer para Parede Interna – pintura base água
  4. Primer para Pintura Esmalte de Fogão
  5. Primer Sintético Anti-Ferrugem
Removedores & Solventes:
  1. Removedor de Tinta Epóxi e Uretano
  2. Removedor de Tinta Eletrostática
  3. Removedor de Tintas e Vernizes
Tintas e Vernizes:
  1. Pigmento em Pasta para produção de Tinta à base de água
  2. Pigmento Sintético em Pasta
  3. Tinta Epóxy Resistente a Ácidos, Bi-Componente (A + B), Sem Solvente
  4. Tinta Esmalte para acabamento de Fogão
  5. Tinta para Marcação Rodoviária de Polimetilmetacrilato (PMMA) Mono-Componente
  6. Tinta para Marcação Rodoviária de Polimetilmetacrilato (PMMA) Bi-Componente (A + B)
  7. Tinta para Marcação Rodoviária Monocomponente
  8. Tinta para Demarcação Rodoviária Bi-Componente (A + B)
  9. Tinta para Parede Interna – Brilhante / Acetinada / Lavável
  10. Tinta para Parede Interna – Perolada
  11. Tinta para Parede Externa base Água – Brilhante / Semi-Brilho / Acetinada
  12. Tinta para Pavimentação de Pedra
  13. Tinta para Quadras de Tênis
  14. Tinta para Teto – base Água / Acrílica
  15. Tinta Metálica de Acabamento Martelado
  16. Tinta Sintética – Brilhante / Semi-Brilho / Acetinada / Anti-Ferrugem
  17. Tinta Spray com Acabamento Martelado
Corrosão & Ferrugem:
  1. Inibidor / Protetor de Corrosão pela Água Salgada
  2. Concentrado para Remoção de Ferrugem
  3. Spray para Remoção de Ferrugem

Vazamento de Gás:
  1. Espuma Spray para Detecção de Vazamento de Gás
  2. Solução Concentrada para Detectar Vazamento de Gás

Diversos:
  1. Concentrado para Desobstrução de Bueiros – Líquido / Pó

Saneantes domissanitários são as substâncias ou preparações destinadas à higienização, desinfecção ou desinfestação domiciliar, em ambientes coletivos ou públicos, em lugares de uso comum e no tratamento da água. São subdivididos em quatro grupos: o dos produtos de limpeza, (detergentes, lava-louças, sabão de coco etc); os com ação antimicrobiana (tais como desinfetantes, esterilizantes, desodorizantes usados em diversos ambientes); os desinfestantes (raticidas ou inseticidas, por exemplo) e os produtos biológicos de uso domiciliar (como os que são utilizados para remover matéria orgânica de caixas de gordura). Além de incluir aqueles empregados nos hospitais ou clínicas; tanto para superfície (limpar o chão, paredes etc) quanto para instrumentos e artigos médicos e odontológicos.

Médico Hospitalares:

Desinfetantes
  1. Desinfetante Médico para Superfícies
  2. Desinfetantes para Instrumentos Cirúrgicos:
    • 2.01. – à Base de ÁCIDO CÍTRICO – de Alto Nível
    • 2.02. – à Base de ÁCIDO PERACÉTICO
    • 2.03. – à Base de CLORETO DE ALQUILDIMETILBENZIL AMÔNIO
    • 2.04. – à Base de ENZIMAS – Pó
    • 2.05. – à Base de GLIOXAL & GLUTARALDEÍDO
    • 2.06. – à Base de GLUTARALDEÍDO
    • 2.07. – à Base de GLUTARALDEÍDO Ativado com ÁLCOOL
    • 2.08. – à Base de GLUTARALDEÍDO CONCENTRADO
    • 2.09. – à Base de GLUTARALDEÍDO CONCENTRADO Ativado com ÁLCOOL
    • 2.10. – à Base de ORTOFTALALDEÍDO
    • 2.11. – à Base de OXIGÊNIO – de Alto Nível – Líquido / Pó
    • 2.12. – à Base de PEROXIMONOSSULFATO DE POTÁSSIO
    • 2.13. – à Base de PROPIONATO DE DIDECILOXIETILMETIL AMÔNIO – de Alto Nível – (Pronto para Uso)
    • 2.14. – à Base de PROPIONATO DE DIDECILOXIETILMETIL AMÔNIO – de Alto Nível – (CONCENTRADO)
    • 2.15. – à Base de QAC (Compostos de Amônio Quaternário)
    • 2.16. – à Base de QAC & CLORETO DE BEZANCÔNIO – de Alto Nível
    • 2.17. – à Base de QAC + CLORETO DE BEZANCÔNIO + GLUTARALDEÍDO – de Alto Nível
    • 2.18. – à Base de QAC & GLUTARALDEÍDO – de Alto Nível
    • 2.19. – à Base de QAC & GLUTARALDEÍDO & GLIOXAL – de Alto Nível
  3. Desinfetante para Máquinas de Hemodiálise à Base de ÁCIDO CÍTRICO
  4. Desinfetante para Superfícies à Base de PEROXIMONOSSULFATO DE POTÁSSIO
  5. Limpador e Neutralizador para Máquinas de Limpeza de Instrumentos Cirúrgicos
Desinfetante Spray Multiuso de Ação Rápida & Eficaz
  1. Spray Desinfetante de Multiuso à Base de ÁLCOOL
  2. Spray Desinfetante de Multiuso à Base de ÁLCOOL e CLORETO DE BENZALCÔNIO
  3. Spray Desinfetante de Multiuso à Base de ÁLCOOL e CLORETO DE DIALQUIL DIMETIL AMÔNIO
  4. Spray Desinfetante de Multiuso à Base de ÁLCOOL e CLORETO DE DIDECIL DIMETIL AMÔNIO
  5. Spray Desinfetante de Multiuso à Base de CLORIDRATO DE POLIHEXAMETILENO BIGUANIDA
Desinfetante e Sanitizante Antisséptico para as Mãos
  1. Desinfetante para as Mãos à Base de ÁLCOOL – Gel
  2. Desinfetante para as Mãos à Base de ÁLCOOL – Líquido
  3. Desinfetante para as Mãos à Base de ÁLCOOL e CLOREXIDINA
  4. Desinfetante para as Mãos à Base de ÁLCOOL e CLORETO DE BENZALCÔNIO
  5. Desinfetante para as Mãos à Base de CLORETO DE BENZALCÔNIO – Espuma
  6. Desinfetante para as Mãos à Base de CLOREXIDINA (4%) – Gel
  7. Desinfetante para as Mãos à Base de CLOREXIDINA (4%) – Sabonete Espumante
  8. Desinfetante para as Mãos à Base de GLUCONATO DE CLOREXIDINA (4%)
Soluções de IODOPOVIDONA
  1. Solução de IODO POVIDONA
  2. Solução Esfoliante para as Mãos de IODO POVIDONA
  3. Espuma Esfoliante Antimicrobiana à Base de IODO POVIDONA
Desinfetante de Superfícies Médicas
  1. Desinfetante para Superfícies Médicas à Base de CLORETO DE DIDECIL DIMETIL AMÔNIO
  2. Desinfetante para Superfícies Médicas à Base de PEROXIMONOSULFATO DE POTÁSSIO
Detergentes
  1. Detergente de Limpeza Diária para Descontaminação
  2. Detergente para Instrumentos Médicos Removedor de Ferrugem e Biofilme
  3. Detergente para Máquinas de Limpeza de Instrumentos Cirúrgicos à Base de ENZIMAS
  4. Detergente para Máquinas de Limpeza de Instrumentos Cirúrgicos de Base ALCALINA
  5. Detergente para Limpeza de Instrumentos e Equipamentos Hospitalares em Aço Inoxidável – Líquido / Pó
Detergentes Para Máquinas de Limpeza de Instrumentos Cirúrgicos
  1. Detergente Alcalino Concentrado para Instrumentos Cirúrgicos
  2. Detergente Alcalino Concentrado para Instrumentos Cirúrgicos à Base de ÁLCOOL
  3. Detergente Enzimático Concentrado para Instrumentos Cirúrgicos
  4. Detergente Enzimático Concentrado para Instrumentos Cirúrgicos à Base de ÁLCOOL
Limpador & Neutralizador para Máquinas de Limpeza de Instrumentos Cirúrgicos
  1. Solução de Limpeza e Neutralização Concentrada para Limpeza de Instrumentos Cirúrgicos – ÁCIDA
  2. Solução de Limpeza e Neutralização Concentrada para Limpeza de Instrumentos Cirúrgicos – ÁCIDA à Base de ÁLCOOL
  3. Detergente Alcalino Concentrado para Instrumentos Cirúrgicos à Base de ÁLCOOL

Uso Odontológico

  1. Desinfetante Concentrado para Aspirador Odontológico
    • 1.01. – à Base de CLORETO DE DIALQUIL DIMETIL AMÔNIO
    • 1.02. – à Base de CLORETO DE DIDECIL DIMETIL AMÔNIO
  2. Detergente Alcalino para Limpeza de Instrumentos Cirúrgicos e Cuspidor Odontológico

 

Desinfetantes AGRÍCOLAS

  1. Desinfetantes para o SOLO
    • 1.01. – à Base de ÁCIDO PERACÉTICO
    • 1.02. – à Base de PERÓXIDO DE HIDROGÊNIO
  2. Desinfetante para Equipamentos Agrícolas à Base de CLORO – Solução
  3. Desinfetantes para Estufas
    • 3.01. – Desinfetante para Banho dos Pés no acesso de Estufas – Solução
    • 3.02. – Desinfetante Concentrado para superfícies da Estufa à Base de PERÓXIDO DE HIDROGÊNIO
    • 3.03. – Desinfetante Concentrado para superfícies da Estufa à Base de PERÓXIDO DE HIDROGÊNIO e CLORETO DE DIALQUIL DIMETIL AMÔNIO
  4. Desinfetantes para GALINHEIRO
    • 4.01. – Desinfetante Concentrado MultiUso à Base de QAC (Compostos de Amônio Quaternário)
    • 4.02. – Desinfetante Concentrado MultiUso à Base de ÁCIDO PERACÉTICO
    • 4.03. – Desinfetante Concentrado MultiUso à Base de IODOPOVIDONA
    • 4.04. – Desinfetante Concentrado para Banho dos Pés no Processo de Manufatura
    • 4.05. – Desinfetante Limpador Concentrado para Superfícies à Base de CLORO – Espumante
    • 4.06. – Desinfetante Limpador Concentrado para Superfícies à Base de IODOPOVIDONA – Espumante
    • 4.07. – Desinfetante Limpador Concentrado para Superfícies à Base de OXIGÊNIO – Espumante
    • 4.08. – Desinfetante Limpador Concentrado para Superfícies à Base de PEROXIMONOSSULFATO DE POTÁSSIO – Espumante
  5. Desinfetantes para LATICÍNIOS (Fazenda de Gado Leiteiro)
    • 5.01. – Desinfetante MultiUso Diário à Base de QAC (Compostos de Amônio Quaternário)
    • 5.02. – Desinfetante MultiUso Diário à Base de QAC e GLUTARALDEÍDO
    • 5.03. – Desinfetante Multiuso Diário à Base de ÁCIDO PERACÉTICO e PERÓXIDO DE HIDROGÊNIO
    • 5.04. – Agente de Desinfecção e Limpeza do Úbere de Vaca
    • 5.05. – Solução de Limpeza e Higienização do Úbere de Vaca à Base de IODO
    • 5.06. – Espuma Desinfetante Concentrada para superfícies de Laticínios à Base de CLORO
    • 5.07. – Espuma Desinfetante Concentrada para superfícies de Laticínios à Base de BIGUANIDA (PHMB)
    • 5.08. – Espuma Desinfetante Limpadora Concentrada para superfícies de Laticínios à Base de CLORO – Pó
    • 5.09. – Espuma Desinfetante Limpadora Concentrada para superfícies de Laticínios à Base de OXIGÊNIO – Pó
    • 5.10. – Espuma Desinfetante Limpadora para equipamentos e máquina de ordenha – ÁCIDA – Líquido / Pó
    • 5.11. – Espuma Desinfetante Limpadora para equipamentos e máquina de ordenha – ÁLCALINA – Líquido / Pó
    • 5.12. – Desinfetante para Banho dos Pés no acesso de Laticínios
    • 5.13. – Spray Desinfetante para as Mãos à Base de ÁLCOOL
    • 5.14. – Spray Desinfetante para as Mãos à Base de CLOREXIDINA
    • 5.15. – Espuma Desinfetante para as Mãos à Base de CLOREXIDINA

 

Desinfetantes DOMÉSTICOS

  1. Sabonete Líquido para as Mãos à Base de TRICLOSAN
  2. Sabonete Líquido para as Mãos à Base de CLOREXIDINA
  3. Desinfetante Limpador Doméstico Multiuso à Base de ÁLCOOL
  4. Desinfetante Limpador Doméstico Multiuso à Base de ÁLCOOL e CLORETO DE BENZALCÔNIO
  5. Desinfetante Limpador Spray para Banheiro de Base ÁCIDA
  6. Desinfetante Limpador Spray para Banheiro de Base ALCALINA
  7. Desinfetante Limpador Líquido Denso à Base de CLORO
Considerações Especiais

Essa evolução um tanto contraditória no uso do termo OEM (que também pode ser usado como adjetivo, como em “peças OEM” ou até mesmo um verbo, como um fabricante dizendo que planeja criar um novo dispositivo para OEM) geralmente é atribuída à indústria de hardware para computador.

Algumas empresas de VAR, como Dell, IBM e Hewlett Packard, começaram a aceitar peças de marca de fontes externas em seus próprios produtos. Com o tempo, o OEM passou a se referir a empresas que renomeavam ou usavam abertamente os produtos de outros fabricantes para revenda.

A maior parte disso tinha a ver com qual empresa era responsável por garantias, suporte ao cliente e outros serviços, mas também refletia uma mudança sutil na dinâmica da fabricação. Em um exemplo, a Dell parou de usar chips de fabricantes anônimos e passou para a Intel para os processadores de computador em seus computadores.

Como a Intel é um nome de marca, agrega valor aos computadores da Dell. A Dell não apenas anuncia isso com destaque (usando o slogan “Intel Inside!”), mas seus materiais de marketing também sugerem que Intel e Dell são parceiros iguais no design do processador e do computador. Isso contrasta com a Dell apenas dizendo à Intel como construir os processadores, como fez com seus antigos fornecedores. Tudo isso faz da Dell o OEM, tanto na mente das empresas que fornecem as peças montadas quanto na opinião do público (afinal, as pessoas pensam no pacote de hardware e software acabado que compram como “um computador Dell”).

Atendemos às suas necessidades com um sistema flexível, rápido e confiável, com recursos de P&D – por Contrato desde o planejamento até a fabricação.

Nossas propostas são elaboradas para atenderem as diversas necessidades, incluíndo o planejamento, desenvolvimento e fabricação, além de apoio ao desenvolvimento no exterior quando necessário.

Fluxo de desenvolvimento dos produtos OEM
  1. Reunião :

    Nossa equipe técnica conhece em entrevista qual é o seu complemento ideal de produto(s) necessário(s). A equipe de P&D acompanha os encontros para dar suporte técnico. Também damos apoio na criação de documentos para exportação, ou qualquer homologação necessária, com o nosso conhecimento especializado.

  2. Planejamento :

    Compartilhamos seus pensamentos com base nas informações que ouvimos no estágio da reunião e iniciamos o planejamento do produto.

    Sub-assembly :
    • – Adaptação dos componentes para atender aos requisitos do produto;
    • – Componentes personalizados;
    • – Pesquisa e avaliação de componentes, montagem, garantia de qualidade e testes.

    Produção sob sua própria marca (OEM) :
    • – Personalização / modificação de produtos existentes;
    • – Logotipo;
    • – Cor / Acabamento;
    • – Fator de forma / Modelagem;
    • – Características / funcionalidades.

    Projeto completo do ciclo de vida do produto (ODM) :
    • – Definição de novos produtos, design e desenvolvimento de projetos / Gerenciamento de produtos;
    • – Requisitos do produto;
    • – Engenharia / Testes de Desenvolvimento / Certificações / Produção de qualidade.

    .

  3. Formulação :

    No desenvolvimento da fórmula, empenhamos nossos esforços para criar a melhor formulação, juntamente com segurança e eficiência. O desenvolvimento da fórmula é conduzido considerando segurança, estabilidade, funcionalidade, textura, etc., de acordo com as especificações da solicitação.

    Nossas fórmulas são acumuladas e utilizadas para futuro desenvolvimento de fórmulas mais avançadas para atender às suas expectativas.

  4. Teste de Produção :

    Consideramos as matérias-primas, ingredientes e formas de dosagem ideais. Em seguida, produzimos as amostras dos produtos. Nós os aprimoramos repetidamente até que os resultados desejados sejam obtidos. Uma amostra é criada através de rigoroso controle de qualidade em nosso laboratório, tendo em vista a produção comercial. Realizamos a produção de amostras em escala ampliada em nosso laboratório.

    As matérias-primas são controladas por um sistema de código de barras, a fim de evitar qualquer erro humano. Medimos materiais em pó, líquidos e sólidos.

  5. Avaliação :

    Verificamos a qualidade realizando avaliação de uso, teste de estabilidade e teste de segurança para garantir o padrão de qualidade.

  6. Apresentação :

    Apresentamos uma amostra juntamente com a embalagem sugerida para verificação de correspondência entre o plano solicitado e a amostra.

  7. Finalização :

    Conclusão do contrato de produção / licenciamento.

  8. Manufatura :

    Início da produção. É o primeiro passo para que a sua ideia e seu sonho comecem a se tornar realidade.

    Durante o Processo de Manufatura os seguintes procedimentos são considerados primordiais:

    1. Inspeção de matéria-prima e quaisquer outros materiais;
    2. Inspeção de qualidade para granel;
    3. Inspeção no processo de fabricação;
    4. Inspeção do produto acabado (inspeção final).

    .

  9. Inspeção e Teste de Produção :

    Realizamos um teste físico-químico, uma avaliação sensorial e uma inspeção microbiológica no lote fabricado (quando adequados ao produto). O processo final só começa quando esses testes são concluídos.

    Durante o processo de fabricação, realizamos inspeções como: peso, impressão do lote, aparência, danos, materiais estranhos e contaminação.

    Prestamos atenção com os olhos, e também com câmeras, até o processo final.

    Recebimento de matérias-primas e quaisquer outros materiais :

    • – A inspeção é feita em todos os recebimentos de material, durante todo o processo de manufatura;
    • – Com base na especificação do material, são feitos todos os exames, como aparência, odor, caráter, análise e teste bacteriológico.
    • – Além disso, com base no padrão de inspeção do material, os testes de função, inspeção da aparência e validade, são efetuados de acordo com a regra.
    Teste de microrganismos : (quando aplicável) Todas as inspeções como pH, viscosidade, aparência, odor, usabilidade, densidade e inspeção quantitativa são realizadas.

    A inspeção é feita para cada lote de produção.

  10. Embalagem e Acabamento :

    Este é o processo final da fabricação do produto, onde o produto é adequadamente embalado / etiquetado. Através de um controle rigoroso, seu produto está acabado.

  11. Teste e Inspeção :

    Realização do exame final.

  12. Entrega :

    De acordo com o plano de entrega, fornecemos o serviço tudo-em-um.

  13. Acompanhamento (Follow-up) :

    Suporte para pedidos repetidos ou renovação de produtos.

OEM é a sigla de Original Equipment Manufacturer, ou “Fabricante Original do Equipamento”, em português. OEM são produtos fabricados especialmente para grandes empresas, eles não são destinados ao consumidor final e por isso geralmente possuem um custo bastante inferior aos encontrados nas lojas.

Fabricante de equipamento original (OEM) … O que é um fabricante de equipamento original?

Tradicionalmente, um fabricante de equipamento original (OEM) é definido como uma empresa cujos produtos são usados como componentes nos produtos de outra empresa, que depois vende o item acabado aos usuários.

A segunda empresa é chamada de revendedor de valor agregado (VAR) porque, ao aumentar ou incorporar recursos ou serviços, agrega valor ao item original. O VAR trabalha em estreita colaboração com o OEM, que geralmente personaliza os projetos com base nas necessidades e especificações da empresa VAR.

Aprendizado

– Um OEM fornece os componentes para o produto de outra empresa, trabalhando em estreita colaboração com o vendedor do produto acabado, o “revendedor de valor agregado (VAR)”.

– Na indústria de computadores, o OEM pode se referir à empresa que compra produtos e, em seguida, os incorpora ou renomeia para um novo produto com seu próprio nome.

– Tradicionalmente, os OEMs se concentravam nas vendas entre empresas, enquanto os VARs eram comercializados para o público ou para outros usuários finais.

Noções básicas sobre fabricantes de equipamentos originais (OEM)

Um dos exemplos básicos é o relacionamento entre um fabricante de automóveis e um fabricante de autopeças. Peças como sistemas de escapamento ou cilindros de freio são fabricadas por uma ampla variedade de OEMs. As peças OEM são vendidas a um fabricante de automóveis, que as monta no carro. O carro completo é então comercializado para revendedores de automóveis para serem vendidos a consumidores individuais.

Há uma segunda definição mais nova de OEM, normalmente usada na indústria de computadores. Nesse caso, o OEM pode se referir à empresa que compra produtos e, em seguida, os incorpora ou renomeia para um novo produto com seu próprio nome.

Por exemplo, a Microsoft fornece seu software Windows à Dell Technologies, que o incorpora em seus computadores pessoais e vende um sistema completo de PC diretamente ao público. No sentido tradicional do termo, a Microsoft é o OEM e a Dell o VAR. No entanto, é mais provável que o guia de produto do computador para os consumidores se refira à Dell como OEM.

Importante:
O OEM pode se referir à empresa que vende um componente a um VAR. Mas, em alguns casos, refere-se ao VAR que adquire um produto de um OEM.
Como os OEMs funcionam

Por menor que seja a definição, permanece o fato de que os VARs e OEMs trabalham juntos. Os OEMs fabricam peças de submontagem para vender aos VARs. Embora alguns OEMs produzam itens completos para um VAR no mercado, eles geralmente não desempenham um papel direto na determinação do produto acabado.

Um exemplo comum pode ser o relacionamento entre um OEM de componentes eletrônicos individuais e uma empresa como a Sony ou a Samsung que monta essas peças na fabricação de suas HDTVs. Ou um fabricante de botões que vende à Ralph Lauren seus pequenos prendedores personalizados com as letras RL estampadas neles. Normalmente, nenhuma parte integrada de um OEM é reconhecida como desempenhando um papel especialmente significativo no produto acabado, que sai sob o nome da marca corporativa.

Tradicionalmente, os OEMs se concentravam nas vendas de empresa para empresa, enquanto os VARs comercializavam para o público ou outros usuários finais. No início de 2019, um número crescente de OEMs está vendendo suas peças ou serviços diretamente aos consumidores (o que, de certa forma, os torna um VAR).

Por exemplo, as pessoas que constroem seus próprios computadores podem comprar placas gráficas ou processadores diretamente da Nvidia, Intel ou varejistas que armazenam esses produtos. Da mesma forma, se uma pessoa deseja fazer seus próprios reparos em automóveis, geralmente pode comprar peças OEM diretamente do fabricante ou de um varejista que armazena essas peças.

OEM versus Pós-Venda

O OEM é o oposto do mercado de reposição. O OEM se refere a algo feito especificamente para o produto original, enquanto o pós-venda se refere a equipamentos fabricados por outra empresa que um consumidor pode usar como substituto.

Por exemplo, digamos que uma pessoa precise substituir o termostato do carro, criado expressamente para o Ford Ecosport pela ABC Termostatos. Ele pode comprar a peça OEM – uma duplicata do termostato ABC original que foi usado na fabricação original do veículo. Ou ele pode comprar uma peça de reposição, uma alternativa feita por outra empresa. Em outras palavras, se a substituição também vier da empresa ABC, é OEM; caso contrário, é pós-venda.

Geralmente, os consumidores compram um produto de pós-venda porque é mais barato (o equivalente a um medicamento genérico) ou mais conveniente de obter. Às vezes, porém, os produtores do mercado de reposição fazem um trabalho tão bom na fabricação de uma peça específica que ela se torna conhecida pelos consumidores, que a buscam ativamente.

Um exemplo disso é o sucesso da empresa Norte Americana Hurst Performance, de Warminster Township – Pensilvânia, fabricante de mancais para automóveis. Os shifters Hurst ficaram tão conhecidos por seu desempenho superior, que os compradores de carros insistiam em tê-los como peça de reposição ou às vezes os compravam e instalavam antes que os originais precisassem ser substituídos. A Hurst também produziu peças OEM para muscle cars de várias montadoras.

Definição de Manufatura de Design Original (ODM)

Um produto ODM é baseado em uma concepção existente, desenvolvida pelo fabricante. Um produto ODM pode ser o resultado da pesquisa e desenvolvimento do próprio fornecedor ou uma réplica (legal ou ilegal) de outro produto ou marca.

Os produtos ODM, geralmente chamados de “produtos com marca própria”, podem ser identificados com o logotipo do comprador.

Por que a ECOPORE como OEM?

Somos uma equipe altamente comprometida e interdisciplinar de desenvolvimento e produção. Cobrimos todas as disciplinas relevantes – desde o desenvolvimento bem-sucedido do produto até a produção e verificação em série:

  • – Fase de projeto, Protótipos, Séries Piloto, Verificação & Validação;
  • – Gerenciamento de riscos, Aprovações & Certificações;
  • – Produção em série econômica, incluindo todos os procedimentos de teste necessários e gerenciamento de mudanças;
  • – Todos os processos estão sujeitos a um sistema de gerenciamento de qualidade ISO 9001 e ISO 13485 eficaz, porém eficiente.

… E tudo isso sempre “duas vezes” orientado para o cliente, você como cliente OEM e o cliente final unido no mercado!

É notável no setor comercial que o vendedor possa ser diferente do fabricante original. Encontramos muitas marcas que vendem os produtos em nome do proprietário do produto. É daí que vem o conceito de OEM.

O QUE É CONTRATO DE OEM?

O OEM é o fabricante do equipamento original. É um contrato entre o fabricante original e o vendedor final. O vendedor final promove e vende os produtos com o logotipo da sua marca, mas o design originalmente pertenceria a outra pessoa. O vendedor precisa pagar a quantia necessária ao fabricante original para usar o design. Se você tem uma fórmula para problemas de cuidados com a pele, pode vender sua ideia ao fabricante cobrando uma quantia em troca. O fabricante produzirá o item e venderá sob sua marca.

COISAS A CONSIDERAR AO ASSINAR O CONTRATO

Existem muitas fraudes envolvidas neste setor. É aconselhável tomar precauções de tais eventos para evitar que você caia nessas fraudes. Aqui está a lista de verificação do contrato de OEM para você considerar antes de terceirizar uma fórmula:

  1. CONTRATOS JURÍDICOS: É sempre melhor levar seus negócios adiante de maneira legal. É aconselhável contratar um advogado e vincular o contrato da empresa OEM com todas as formalidades legais para reivindicar responsabilidade e prestação de contas em caso de fraude ou golpe.

  2. APRESENTE SEUS PENSAMENTOS E IDEIAS: Anote todos os pontos que deseja que o fabricante saiba sobre o produto. Seja claro sobre como deseja que seu produto seja, trabalhe e atenda seu propósito. É aconselhável esclarecer como o produto será exibido ou como você deseja que ele seja exibido no mercado. Se duas ideias colidirem, é melhor esclarecê-las desde o primeiro momento e encontrar uma solução por conformidade legal.

  3. CRIAR UMA AMOSTRA: Caso não consiga retratar seus pensamentos com precisão, pode-se criar uma amostra do produto. Isso irá esclarecer as coisas de ambos os lados. É aconselhável manter uma amostra original com você.

  4. DIREITOS DE PROPRIEDADE INTELECTUAL: Antes de assinar um contrato legal, certifique-se de esclarecer os direitos de propriedade intelectual. Deve-se garantir que não haja ajustes na fórmula original que prejudiquem sua identidade; o mesmo produto/formulação deve estar no mercado para os usuários.

  5. A ENTREGA FINAL DO SEU PRODUTO: Deve ser definido onde o fabricante planeja vender o produto final. O produto deve atender aos critérios éticos e de qualidade.

  6. CUIDADO COM PRODUTOS RUINS EM BENEFÍCIO DA REPUTAÇÃO: Há de ser verificado se o produto que entra no mercado é seguro para uso. Caso seja detectada alguma alteração na fórmula original, é recomendável reivindicá-la antes que ela cause estragos no mercado legalmente.

  7. ESCLARECIMENTO dOS DETALHES DA ENTREGA: É essencial fazer uma anotação por escrito de como e quando o produto final será entregue ao fabricante. É até aconselhável manter uma nota das negociações futuras e decidir como tudo funcionará no caso de fabricação em grandes volumes.

  8. ESTEJA CLARO COM O SEU DINHEIRO: As partes envolvidas devem ajustar uma quantia pré-decidida para uso da fórmula ou design original. Tudo deve ser documentado para garantir quaisquer reivindicações legais em caso de fraude ou atraso de pagamento.

Solicite uma Consulta Particular Agora